Noticias

Prefeitura de Taquaritinga forneceu 801.181 comprimidos para 26.652 pacientes do SUS.

Prefeitura de Taquaritinga forneceu 801.181 comprimidos para 26.652 pacientes do SUS.

A prefeitura de Taquaritinga forneceu 801.181 comprimidos para 26.652 pacientes do SUS atendidos nas farmácias municipais e na Central de Distribuição de Medicamentos durante o mês de outubro. Os números constam de um relatório oficial da Secretaria Municipal de Saúde divulgado esta semana.

No período, 6.927 pessoas passaram por consultas nos serviços de atenção básica (clínico geral, pediatria, ginecologia e obstetrícia) e outras 2.425 receberam atenção especializada (otorrinolaringologia, ortopedia, fonoaudiologia, terapeutas entre outras especialidades médicas).

De acordo com a pasta, 3.791 pessoas foram atendidas em casos de urgência ou emergência na Unidade de Pronto Atendimento Municipal (UPA). Outras 1.098 procuraram os consultórios odontológicos do município.

Os agentes do Programa de Saúde da Família, baseados nas UBSs dos bairros Jardim Martinelli e Jardim São Sebastião, realizaram ações preventivas da saúde junto a 2.278 pessoas durante o mês de outubro.

No mês, os programas municipais de saúde encaminharam 11.586 pedidos de exames laboratoriais para a Santa Casa local e outros 1.593 exames de média e alta complexidade.

O relatório aponta que 342 pessoas de Taquaritinga foram encaminhadas para consultas no AME Mais Taquaritinga. Outros 159 exames de média e alta complexidade foram encaminhados para o Ambulatório Médico de Especialidades.

Em outubro, a prefeitura transportou 2.400 pacientes para atendimento fora do município. No período, 342 pessoas foram levadas para consultas em hospitais de Araraquara e outras 33, em Matão.

A saúde informa que 1.125 pessoas foram atendidas no mês por médicos da rede municipal e outras 4.026 passaram por avaliação de auxiliares de enfermagens.

Nesse período, os agentes do Demcove (Departamento Municipal de Controle de Vetores) visitaram 8.722 imóveis do município para ações de prevenção e controle de doenças.

“No total, foram 48.821 atendimentos de saúde em outubro numa cidade de cerca de 55 mil habitantes”, informa o prefeito Vanderlei Mársico. “Esses números mais os salários dos profissionais do setor exigem altíssimos investimentos dos cofres públicos”, afirma.

Segundo o prefeito, Taquaritinga chegou a investir 33,27% do orçamento municipal em recursos para a saúde. “Ou seja, 18,27% a mais do que é exigido pela Constituição, um desembolso anual de cerca de R$ 30 milhões”, ressaltou.