Noticias

Site '123 Importados' não responde notificação do Procon-SP

638 pessoas reclaram da empresa em todo o Estado de SP e a conduta da empresa será analisada pela diretoria de fiscalização

Site '123 Importados' não responde notificação do Procon-SP

A Diretoria de Fiscalização do Procon deve apurar eventuais irregularidades apontadas por 638 consumidores em todo o Estado de São Paulo contra a ONLINE INTERMEDIACOES LTDA. (123 Importados). As reclamações estão relacionadas com não a entrega de produtos comercializados em sua plataforma digital. O órgão também estuda a aplicação de sanções previstas no Código de Proteção e Defesa do Consumidor.

De acordo com o Procon-SP, a empresa deveria informar: quais produtos são comercializados pela empresa na plataforma de vendas e se eles são importados; qual o prazo de garantia ofertado e como o consumidor pode acionar a assistência técnica, caso necessário; quais os canais de atendimento disponibilizados ao consumidor; se além das reclamações formalizadas junto ao Procon-SP, a empresa tem recebido outros questionamentos relacionados a não entrega, quais foram verificadas em 2020 e quais as providências adotadas para tratativa das demandas; por quais razões o prazo de entrega é tão extenso (de 30 a 45 dias úteis); como a empresa garante os preços ofertados com valor bem inferior ao de mercado e como é estruturada e mantida a política de descontos; se tem autorização para a revenda de produtos da marca Samsung; quais as modalidades de pagamento são disponibilizadas ao consumidor e por que não há oferta da possibilidade de pagamento mediante cartão de crédito ou outra modalidade diversa do boleto bancário.

A plataforma alegou não ter recebido a notificação, porém o Procon-SP afirma não ter recebido devolução da mensagem com indicação de eventual erro de envio.

Desta forma, a conduta da empresa foi encaminhada para a diretoria de fiscalização para apuração de eventuais irregularidades e a possibilidade de imposição das sanções previstas no Código de Proteção e Defesa do Consumidor.